23 de abril de 2009

Enquanto o mundo explode

A engenharia cai sobre as pedras
Um curupira já tem o seu tênis importado
Não conseguimos acompanhar o motor da história
Mas somos batizados pelo batuque
E apreciamos a agricultura celeste.

Mas enqunanto o mundo explode
Nós dormimos nos silêncios do bairro
Fechando os olhos e mordendo os lábios.

Sinto vontade de fazer muita coisa...




4 comentários:

Ludmila Roumillac disse...

Eu tambem... =)

Besosss, adorei!!!

Anônimo disse...

olá,
continue escrevendo consciente, quem sabe um dia nós que temos visão aberta para os problemas do mundo não possamos mudar a situação global

tchau, até

Anônimo disse...

Digno de ser lido diariamente...
Parabéns, excelente blog!

.: Juliana :. disse...

Suspresas são ótimas, ainda mais sendo aniversário.

Obrigada pela visita.

.meu beijo
Boa semana.

Postar um comentário

Sente-se, relaxe.